Capotao
EIC

Pesquisar



25 de fevereiro de 2021

O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn),  Babá Pereira, defende que as vacinas contra Covid-19 continuem sendo adquiridas e distribuídas de forma centralizada pelo governo federal. O gestor acredita que, caso estados e municípios passem a comprar o imunizante individualmente, causará uma disputa injusta entre grandes e pequenas cidades do país.

“Existem milhares de pequenos municípios no RN e em todo o país que não têm condições financeiras de comprar qualquer vacina, imagine de disputar este imunizante tão desejado por todos nós. Será uma corrida entre cidadãos brasileiros que só causará um problema ainda maior para todos”, disse Babá, que também é prefeito de São Tomé-RN.

A opinião do presidente da Femurn surge poucos dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar estados e municípios a comprarem as vacinas contra a Covid-19 mesmo sem aval da Anvisa. Os ministros da Corte, porém, acrescentaram que tal iniciativa só poderá ocorrer se o Plano Nacional de Imunização não incluir tais imunizantes na campanha nacional.

Segundo Babá, é importante que a compra e a distribuição das vacinas continue centralizada sob o comando do governo federal. “De forma que permita um equilíbrio no envio para todas as cidades do país de forma proporcional ou obedecendo a necessidade diante da pandemia em cada região”, enfatizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.