EIC
Capotao

Pesquisar



20 de novembro de 2020

Na eleição do último domingo, 15, lá no município de Apodi, na região do Médio Oeste do Rio Grande do Norte, o  atual gestor, Alan Silveira (MDB), foi reeleito com 13.731 sufrágios universais, o equivalente a 59,81%  dos votos válidos. O vice é Neilton Diógenes. Seu opositor, Agnaldo Fernandes (PT), obteve 9.015 (39,27%). A esmagadora maioria foi de 4.716 votos.

Até aí ok, tudo bem . . . vida política que segue. . .

Acontece que, das 11 vagas à Câmara de Vereadores, NÃO foi eleita NENHUMA MULHER.

Em 185 anos de história, o município teve, apenas, 11 representantes femininas com mandatos eletivos: uma Prefeita, Gorete Silveira (2009-2012), três vice-prefeitas, Zuleide Marinho (1988-1992), Gorete Silveira (2005-2008), e Hortência Regalado (2016-2020).

Na Casa Legislativa, em quase dois séculos, foram eleitas 7 vereadoras: Raimunda Monteiro (1969-1972), Fátima Nobre (1983-1988),  Gorete Silveira (2001-2004), Dagmar Suassuna (2005-2008),  Edileuza Pereira (2005-2008), Hortência Regalado (2013-2016) e Soneth Ferreira (2016-2020).

O interessante, ou esquisito no pleito eleitoral deste ano, é que estavam aptas a votar, no município de Apodi, 14.428 mulheres contra 13.377 homens. Uma diferença de 1.051 votos. No entanto, as mulheres NÃO VOTARAM nas mulheres. As candidatas femininas, que, hoje, são o ‘sexo forte’, com destaque em todas as áreas onde atuam com maestria, infelizmente, ficaram no banco de reservas.

Pois é. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.