EIC
Capotao

Pesquisar



1 de agosto de 2020

Acompanho o passo a passo das disputas eleitorais deste ano na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte. Uma, em especial, tem me chamado à atenção: a de prefeito do município de Rafael Fernandes no pleito de 15 de novembro vindouro.

Tomando como base imagens publicadas nas redes sociais, relatos de pessoas que moram lá e contas que aprendi na tabuada, ainda quando criança, não é muito difícil afirmar que, a partir de janeiro do próximo ano, os destinos da ‘Terra de Santa Luzia’ será conduzido por outro gestor.

Vamos lá . . .

O grupo oposicionista lançou como pré-candidato a Prefeito o subtenente da Polícia Militar, Sigmá Oliveira (PSDB). Já o presidente da Câmara Municipal, Jório Cézar (PL), o mais votado com 429 votos em 2016, foi o escolhido para compor como vice.

A dupla representa uma UNIÃO DE FORÇAS, até bem pouco tempo inimaginável, e a aceitação popular vem se agigantando a cada dia. São inúmeras as famílias que já disseram SIM a este projeto de mudança na politica da ‘Varzinha’. 

A dobradinha também recebeu o apoio de OITO dos nove vereadores da Casa Legislativa: Vereadores Nícolas do Sindicato (424 votos em 2016), Rejânio de França (347 votos 2016), Robertinho Rocha (308 votos 2016), Carla Dutra (298 em 2016), Marciel da Costa (283 votos em 2016), Luizinho Oliveira (272 votos em 2016) e Alberto Carrapicho (260 em 2016).

Além dos vereadores, que tentarão a reeleição, Sigmá Oliveira e Jório Cézar ainda  terão o apoio, já sinalizado, de uma carrada de suplentes, que obtiveram votações expressivas no último pleito municipal, e conta, também, com uma excelente lista de pré-candidatos que disputarão uma vaga pela primeira vez.  

Assim sendo, se fizermos os cálculos matemáticos levando-se em consideração que, em 2016, GRANDE PARTE destes políticos contribuiu para a eleição do atual chefe do executivo e, mesmo assim, ele venceu sua principal adversária por apenas 125 votos (1.793 – 1.668) e, ainda, um terceiro candidato, também de oposição, conseguiu obter 408 sufrágios, depreende-se – e todo aluno do ensino primário sabe fazer essa conta – que somando e subtraindo tudo não tem como o resultado da equação ser favorável ao atual gestor.  Simples assim.

Tá na cara, igual a papeira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.