EIC
Capotao

Pesquisar



2 de junho de 2020

Em apenas 18 dias de atuação, os 9 juízes substitutos da Justiça Estadual potiguar registraram 510 sentenças proferidas, além de 422 decisões e 1.132 despachos produzidos. Os dados são relativos ao período de 13 a 30 de maio e considera a produção dos juízes em formação após a sua designação para comarcas do interior do Rio Grande do Norte pela Presidência do Tribunal de Justiça.

“Eles chegam com vontade de produzir, de somar, de fazer a prestação de serviço ao cidadão avançar, isso é muito importante não só para a Justiça Estadual mas sobretudo, para toda a sociedade”, observa o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador João Rebouças.

Em janeiro, o dirigente do Poder Judiciário potiguar convocou os remanescentes do concurso da magistratura para reforçar a atuação do Judiciário em comarcas que necessitavam de juízes. “Arregaçaram as mangas e demonstram desde o início, o seu valor como profissionais da magistratura. Por isso, acreditamos que é só o começo de uma carreira vitoriosa para todos”, antecipa.

Os novos juízes foram empossados em solenidade realizada no dia 2 de março, no Pleno do TJRN. Após o ato, a turma iniciou o 4º Curso de Formação Inicial de Magistrados, realizado pela Escola da Magistratura (Esmarn). Contudo, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o curso foi suspenso e os juízes iniciaram as atividades práticas judicantes supervisionadas.

Nesta nova fase da formação, cada um dos magistrados está atuando em uma unidade judiciária, na prática de elaboração de minutas de despachos, decisões, sentenças e votos, sob a orientação e supervisão de outro magistrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.