Al Autismo
EIC
Capotao

Pesquisar



10 de julho de 2019

Durante o lançamento do Medida Justa Express, realizado na segunda-feira (8), foram definidas as quatro equipes formadas por 10 participantes cada, sendo duas da Justiça Estadual, uma do Ministério Público Estadual e uma da Justiça Federal. Os integrantes receberam um kit contendo a camisa do projeto, uma braçadeira para smartphone e um copo sustentável, além de uma avaliação nutricional. O primeiro encontro para início das atividades está marcado para o próximo sábado (13).

A grande diferença da edição deste ano do projeto Medida Justa é a liberdade que os participantes terão para escolher as atividades físicas que mais lhes adéquem, para além da musculação. “Vai ter [atividade física] para todos os gostos. Eles vão poder experimentar várias atividades diferentes e com isso uma delas pode plantar aquela sementinha do prazer e da continuidade”, afirma Mariana Góis, uma das coordenadoras do projeto. Outra novidade deste ano é a chegada de muitos parceiros que estão apostando no sucesso do projeto, o que também é um diferencial para 2019.

“O foco desta edição é na continuidade a essas mudanças promovidas pelo projeto após os 90 dias. O objetivo é fazer com que eles entrem em uma rotina saudável através da atividade física e através de uma dieta adequada e, a partir daí, tomem o gosto, veja o prazer e a qualidade que a atividade física e que a boa alimentação traz”, explica Mariana Góis.

Na sequência, todos se submeteram à bioimpedância e avaliação física da composição corporal, com a medição da massa magra, percentual de gordura e da gordura visceral. Ao final do desafio saudável, quem obtiver melhores resultados de transformação nessa composição corporal vai ser o grande vencedor do Medida Justa Express. Além disso, a equipe que apresentar a melhor mudança conjunta dessa composição será a equipe vencedora.

Para garantir o sucesso do desafio, todos os 40 participantes estarão amparados por vários profissionais multidisciplinares, desde o educador físico ao nutricionista e ao psicólogo, o qual terá a missão de fazer com que os participantes entendam o processo pela qual irão passar e evitem atitudes que impeçam que alcancem seus objetivos, como por exemplo que se alimentem erradamente. A ideia é também que eles se conheçam melhor e que assim deem continuidade a mudança de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.