Capotao
Al Autismo
EIC

Pesquisar



14 de maio de 2019

O deputado estadual Galeno Torquato (PSD) cobrou, em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (14), o diagnóstico do Governo do Estado sobre a demanda reprimida de cirurgias do Rio Grande do Norte. Ele disse que o pedido foi feito por ofício da Comissão de Saúde e a sua elaboração vai motivar uma série de novas ações do legislativo estadual.

“Precisamos desse diagnóstico com a máxima urgência para podermos, enquanto Comissão, provocar a bancada federal e irmos juntos ao Ministério da Saúde. A Assembleia Legislativa fez uma audiência pública sobre o assunto e a sociedade aguarda uma solução”, disse ele, fazendo referência ao trabalho em favor da pauta do deputado estadual Getulio Rêgo (DEM).

Galeno afirmou que iniciou uma agenda de visitas a unidades de saúde do Estado, começando pelo Hospital Regional Doutor Deoclécio Marques de Lucena, localizado em Parnamirim. “A unidade está superlotada, com uma demanda imensa. São mais de 90 macas no corredor. Essa situação não pode continuar”, afirmou o parlamentar.

Em aparte, o deputado estadual Dr. Bernardo (Avante) disse que a busca por recursos deve ser antecedida por uma restruturação. “O Governo Federal disponibilizou, em 2015, R$ 4 milhões extras para cirurgias eletivas no Estado. De lá para cá, só gastamos R$ 1,5 milhão. Quer dizer: temos recursos e não estamos usando”, enfatizou ele, em plenário.

Também em apartes, a deputada estadual Eudiane Macedo (PTC) e o deputado Coronel Azevedo (PSL) chamaram a atenção para a retenção de macas nas unidades de saúde, impedindo o trabalho de ambulâncias no atendimento de novas demandas. Alysson Bezerra (SDD) registrou que em Mossoró, a situação não é diferente e se colocou à disposição para ampliar os recursos disponíveis para a saúde pública estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.