EIC
Capotao

Pesquisar



29 de agosto de 2018

A Assembleia Legislativa lançou hoje importante alerta e apelo para que órgãos vinculados à saúde pública fiquem vigilantes sobre o avanço das hepatites virais. Ao mesmo tempo, reconheceu o trabalho dos profissionais da rede que enfrentam a questão de saúde pública durante Sessão Solene em alusão ao Julho Amarelo.

A sessão homenageou diversos profissionais que vêm dedicando sua carreira ao combate e prevenção das hepatites virais. Dirigentes de órgãos de saúde ligados à causa também foram laureados.

A campanha do Julho Amarelo chama a atenção para o quadro de epidemia que se desenrolou em face da proliferação dos vírus causadores da hepatite, que pode evoluir para crônica, com complicações como cirrose e câncer de fígado. Três são as formas com que se apresenta: a hepatite A aparece de forma aguda. A hepatite B pode apresentar um quadro agudo e depois tornar-se crônica. E a Hepatite C se manifesta como infecção aguda sem sintomas e a sua descoberta, na maioria das vezes, ocorre na fase de hepatite crônica.

Para o infectologista Antônio Araújo, as deficiências que o Brasil vem enfrentando nos últimos tempos, especialmente no cenário econômico, contribuiu para o agravamento da crise. Por outro lado, ele reconheceu que ações com a da Assembleia Legislativa ajudam a equilibrar a balança. “É preciso que tenhamos medicamentos chegando, e ações preventivas. É uma situação de muito perigo a que temos passado”, enfatizou o especialista. Durante a solenidade, convidados pediram a quebra de protocolo para registrar o empenho que o Poder Legislativo vem empreendendo para abraçar a causa e divulgar as campanhas de prevenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.