EIC
Capotao

Pesquisar



29 de agosto de 2018

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu em Natal o mandado de prisão contra Romulo da Fonseca Tinoco Sobrinho. Ele foi denunciado à Justiça pelos crimes de sonegação fiscal e estelionato e teve a prisão preventiva pedida pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), depois de aplicar golpes na cidade capixaba de Nova Venécia. Os golpes, segundo investigação do MPES, ultrapassam a quantia de R$ 20 milhões.

Entre 2007 e 2008, Romulo foi sócio-proprietário da Folhadella Comércio de Café, no município de Nova Venécia, Noroeste do Espírito Santo. No início das atividades, e com a finalidade de conquistar confiança na região, ele pagava preços atraentes por sacas de café. Depois de um tempo, e de já ter conquistado a confiança dos produtores da região, ele passou a comprar sacas de café com diversos agricultores, sem efetuar o pagamento.

O acusado veio ao Rio Grande do Norte fugindo das intimações judiciais e passou a viver em casas de parentes. Sua prisão foi possível em razão do monitoramento realizado pelo Gaeco/MPRN e ao trabalho de inteligência realizado pelo Ministério Público capixaba com o apoio do 2º Batalhão de Polícia Militar de Nova Venécia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.