Capotao
EIC

Pesquisar



4 de agosto de 2018

O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, foi eleito neste sábado (04/08), na Convenção Nacional do partido, em Brasília, o candidato do PSDB à Presidência da República. Quatro vezes governador de São Paulo, Alckmin terá a senadora gaúcha Ana Amélia como candidata a vice em sua chapa.

“Que todos os brasileiros compreendam o que representa Ana Amélia na política: é ela o verdadeiro novo. Em seu primeiro mandato, ela já fez muito mais do que muitos que fingem há décadas não serem políticos”, afirmou Alckmin. “O grau de participação das mulheres na política é um indicador confiável do grau de amadurecimento das democracias. Com Ana Amélia, vamos avançar”.

Em discurso que antecedeu o de Alckmin, a senadora reforçou a necessidade de união em prol da retomada do crescimento do país. “Nós não podemos estar sozinhos nesta caminhada. Precisamos de todos vocês”, disse. “O Brasil tem jeito, mas só tem jeito com a participação de todos vocês”.

Ana Amélia foi eleita para o cargo em 2010 pelo Partido Progressista (PP) com mais de três milhões de votos. A senadora, conhecida por sua dedicação e assiduidade, atua em várias comissões, dando especial atenção ao agronegócio e a projetos na área de saúde.

A senadora tratou o convite para integrar a chapa como o maior desafio de sua carreira. “Esse desafio me foi posto porque eu não poderia, como política que entrou no Senado com vontade de mostrar que a política tem jeito, recusá-lo. Não se muda nada a não ser pelo voto, pela democracia”, afirmou. A senadora reforçou que seguirá uma mulher de palavra, e disse: “A régua moral de Geraldo Alckmin é a mesma que usei em meu mandato”.

Alckmin abriu seu discurso ressaltando a responsabilidade de sua candidatura. “É com muita honra, humildade e senso de responsabilidade que recebo essa convocação e aceito ser candidato à Presidência da República”, afirmou Alckmin. “Sou candidato para buscar um mandato que pode ser resumido em uma frase: vamos mudar o Brasil e devolver aos brasileiros a dignidade que lhes foi roubada”, prosseguiu. “Aceito ser o candidato pelo PSDB e pelos demais partidos desta ampla aliança dos que acreditam no caminho do desenvolvimento, e não na rota da perdição do radicalismo”.

Uma resposta para “Em convenção do PSDB, candidato a presidente, Geraldo Alckmin, diz: “vamos devolver aos brasileiros a dignidade que lhes foi roubada””

  1. José Batista disse:

    A dignidade não faz parte do PSDB nem do centrão que está apoiando-o. Ou será que ser digno para Alckmin é ser corrupto e golpista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.