EIC
Capotao

Pesquisar



8 de janeiro de 2018

As polícias Civil e Militar do município de São Francisco do Oeste, na região do Alto Oeste do RN, na manhã desta segunda-feira, 08, conseguiram elucidar todas as circunstâncias que envolveram o misterioso crime de homicídio ocorrido no última dia 04, naquela cidade, que vitimou a pessoa de ANTÓNIO VAGNERIAN MAIA DE LIMA, de 37 anos.

Inicialmente, os policiais foram chamados para uma ocorrência de suicídio, porém, com a chegada das equipes do itep e da Polícia Civil, perito e policiais encontram outros indícios e ficou evidenciado que a vítima tinha sido assassinada.

Os policiais passaram, então, a investigar quem teria praticado o crime.

Na manhã do último sábado (06), um senhor procurou a polícia militar de São Francisco do Oeste e informou que o assassino de VAGNERIAN teria sido o seu filho conhecido como ERIVAN LOPES DA SILVA, de 38 anos, residente em Pau dos Ferros e com familiares em São Francisco do Oeste.

Os policiais passaram a diligenciar e na manhã de hoje, os policiais militares Alberto e Sgt Rezende encontraram ERIVAN, escondido no bairro Manoel Deodato em Pau dos Ferros. ERIVAN foi levado para a delegacia Regional de Pau dos Ferros para ser ouvido pela autoridade policial.

Inicialmente, o suspeito quis negar sua participação no crime, mas em conversa com o Delegado Regional Inácio Rodrigues e o Sgt Rezende, acabou por confessar o crime. ERIVAN tinha ido a São Francisco do Oeste visitar os seus pais e acabou praticando o crime.

Segundo o delegado regional Inácio Rodrigues, “o investigado confessa o crime e conta que estava na companhia da vítima quando os dois se desentenderam, entraram em luta corporal e matou para não morrer”.

O próximo passo da Polícia é concluir o inquérito e remeter à justiça para que o acusado possa responder criminalmente pelos seus atos.

Grupo Cidadão 190

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do Capote - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.